51,9% do total de aprovados no vestibular da Unicamp estudou em escolas públicas

0
171

Marca é histórica para a Universidade. A lista de aprovados na primeira chamada foi divulgada nesta sexta-feira (12/2), para matrícula não presencial (pela internet) nos dias 13 e 14 de fevereiro

A Unicamp conseguiu, antecipadamente, atingir a meta aprovada em 2013 pelo Conselho Universitário (Consu) para a inclusão social nos cursos de graduação da Universidade. Dos 3.320 aprovados na primeira chamada do Vestibular Unicamp 2016, 1.714 fizeram o ensino médio em escolas da rede pública de ensino, o que representa 51,9% do total de aprovados no vestibular. A meta do Consu estabelecia que a Unicamp atingisse 50% de alunos oriundos da rede pública em 2017.

A Comissão Permanente para os Vestibulares da Unicamp (Comvest) divulgou os índices de aprovados nesta sexta-feira (12/2), após a publicação da lista de convocados em primeira chamada. Além desse, outro índice foi ultrapassado: o de estudantes autodeclarados pretos, pardos ou indígenas. Dos 51,9% de aprovados da rede pública, 43% (738 estudantes) são autodeclarados pretos, pardos ou indígenas. A meta aprovada pelo Consu era de 35%.

Os números divulgados são resultado das mudanças promovidas no ano passado no Programa de Ação Afirmativa e Inclusão Social (PAAIS) e que foram aplicadas pela primeira vez no Vestibular Unicamp 2016. Os pontos do programa para alunos da rede pública de ensino que prestam o vestibular dobraram e passaram a valer também na primeira fase.

Até o vestibular Unicamp 2015 a pontuação era aplicada somente após a segunda fase. Assim, todos os candidatos que fizeram o ensino médio integralmente em escolas públicas receberam, no Vestibular 2016, 60 pontos na primeira fase e outros 90 pontos na segunda fase. Os candidatos de escola pública autodeclarados pretos, pardos ou indígenas receberam além desses, outros 20 e 30 pontos respectivamente na primeira e na segunda fase.

O impacto da bonificação foi mais significativo nos cursos de alta demanda. Nos cinco cursos mais concorridos do Vestibular Unicamp 2016, os resultados foram os seguintes:

Escola pública

Pretos, pardos ou indígenas

Medicina

88,2%

36,1%

Arquitetura e Urbanismo

86,7%

27%

Comunicação Social – Midialogia

70%

38,1%

Ciências Biológicas

60%

33,3%

Engenharia Civil

62,5%

44%

Os dados de anos anteriores estão disponíveis na página eletrônica da Comvest: http://www.comvest.unicamp.br/paais/numeros.html. As informações completas por curso serão divulgadas no final de todas as chamadas do vestibular. Estão previstas até 10 listas de convocados para matrícula.

A Comvest registrou um número recorde de inscritos no Vestibular Unicamp 2016: 77.760 candidatos. Os candidatos concorrem a 3.320 vagas em 70 cursos de graduação da Unicamp.

Fonte: Assessoria de Imprensa

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here