REUNIÃO SOBRE OS PROBLEMAS NO RESIDENCIAL HARMONIA

0
276

Participamos hoje pela manhã, na Prefeitura de Amparo, de uma reunião para tratar dos problemas enfrentados pelos moradores do Residencial Harmonia. Participaram da reunião o Secretário de Administração Mário Auler, o Secretário de Assistência Social João Alamino, o Gerente Geral da Caixa Federal Antônio Carlos Ribeiro, um morador do residencial Leão Ferreira (representantes da Comissão do Residencial Harmonia foram convidados a participar da reunião, mas se recusaram) e um policial militar responsável em garantir a segurança aos manifestantes que estavam em frente ao Paço Municipal.

Na reunião, foram destacados vários pontos sobre a situação do local. Entre eles, para que as pessoas possam entender, destaco:

– As obras do Harmonia tiveram início na administração Paulo Miota, pela Construtora Toretti, vencedora da licitação feita pela Caixa Federal através do Programa Minha Casa Minha Vida. A construção foi finalizada no governo Jacob, inclusive graças a um aporte financeiro de quase 2 milhões de reais, pois temia-se, com a demora da entrega da obra, uma eminente e provável invasão.

– Para viabilizar o Programa Minha Casa Minha Vida de baixa renda é necessário que: a Caixa Federal financie a obra, a prefeitura faça a parte social (inscrições, cursos e capacitações para as famílias, encontros com os futuros moradores, para tratar de assuntos condominiais, financeiros, patrimoniais, sanitárias, sociais, familiares e ambientais, assistência social e outros) e, por último, a empresa (Construtora) que tem o dever e a responsabilidade técnica, dentro do prazo estipulado em entregar a obra acabada.

Pois bem, na reunião que acompanhamos, o representante da Caixa Federal explicou que a Construtora Toretti está sendo processada judicialmente pela obra ter apresentado várias falhas técnicas apontadas pelo Laudo Pericial da Engenharia, feito pela Caixa Federal e por esta se recusar a saná-los.

Questionado sobre este laudo, quanto a sua divulgação, apresentou ofício nº 034/2016, de 09 de março, inclusive, enviado a síndica do Residencial Harmonia, Jaqueline Silveira, que diz: “Em atenção ao ofício supra informamos que o Laudo da Engenharia solicitado não poderá ser disponibilizado por tratar-se de documento protegido por sigilo”. Disse ainda, que as obras de reparos estão sendo objeto de nova licitação e tão logo tenha a empresa vencedora todo o problema será sanado.

Não estamos tentando aqui justificar. Mas daí, atribuir a culpa ao prefeito Jacob e sua administração é no mínimo equivocado. Vimos, que infelizmente somente interessa a alguns que se aproveitam de tal situação para fins eleitoreiros. Será que estes estão realmente preocupados com os moradores e suas justas e legítimas demandas?

Pelo que acompanhei na reunião e em conversas com engenheiros da prefeitura a culpa por esse grande transtorno aos moradores do Harmonia é sem dúvida alguma a Construtora Toretti que fez uma obra mal feita e com problemas em vários pontos e, também, a Caixa Federal pela fiscalização da obra e demora na resolução dos problemas e no trato com os moradores. Estes, os mais prejudicados com toda essa situação.

Fonte: Facebook Verador Dil Camilo: https://www.facebook.com/dil.camillo

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here