Centro Dia do Idoso é inaugurado sob polêmica

0
705

O Centro Dia do Idoso de Amparo, foi entregue no dia 24/06, um equipamento inédito na historia do município que atenderá 50 idosos semidependentes. Nos bastidores uma discussão entre dois deputados estaduais sobre quem seria o responsável pela obra.

O prédio está localizado na rua Pedro Alves de Siqueira, 80, no Camandocaia.

O Centro Dia do Idoso funcionará de segunda a sexta-feira (exceto feriado), das 7 às 17 horas. Ele é um espaço para de acolhimento, proteção e convivência visando a qualidade de vida do idoso, sem perder os vínculos familiares.

Desde o último dia 27/06,  uma equipe com cinco cuidadores, dois técnicos de enfermagem, uma enfermeira, uma assistente social, além de agente administrativo e a coordenação. Toda a equipe foi contratada através de Concurso Público realizado no início deste ano.

Na inauguração, o prefeito de Amparo,  Luiz Oscar Vitale Jacob ressaltou a importância do equipamento para Amparo. “Temos mais de 2.000 idosos que participam das atividades da Prefeitura. Esse grupo terá toda a atenção necessária buscando a qualidade de vida e convivência”, explicou.

A representante do Grupo Flor da Montanha da Melhor Idade, Clarice Soares disse que atualmente a Prefeitura de Amparo vem dando todo o apoio a Melhor Idade. “Hoje praticamos esportes, temos vida social. Temos até pessoas que estavam sozinhas e namoram. A Melhor Idade é ativa, em Amparo. O Centro Dia do Idoso veio numa boa hora”, disse.

A polêmica

Os deputados estaduais Edmir Chedid (DEM) e Barros Munhoz (PSDB) iniciaram uma polêmica acerca de quem seria efetivamente o responsável pela conquista do CDI, havendo inclusive uma “discussão acalorada” na tribuna da Assembleia Legislativa de São Paulo (ALESP)

Segundo Barros Munhoz (através da assessoria de Imprensa de Amparo):

O deputado estadual Barros Munhoz lembrou que o equipamento inédito na historia do município foi solicitado com o então secretário de Estado de Desenvolvimento Social, Rodrigo Garcia.  Em 2013, Rogério Haman informou para Munhoz que a cidade se enquadrava no programa e que Amparo seria contemplada. “Sem dúvida, o governador Geraldo Alckmin é que liberou o Centro Dia do Idoso. Continuaremos a trabalhar por Amparo. Devo muito à cidade nesses meus 38 anos de política aqui”, disse Munhoz.

Segundo Edmir Chedid:

Há uma semana, Barros Munhoz utilizou a tribuna para dizer que Edmir Chedid era “ladrão de obra” em referência à construção do Centro Dia do Idoso, inaugurado na sexta-feira, 24/6, em Amparo. Na terça-feira, 28/6, Edmir Chedid apresentou fotos, reportagens e vídeos comprovando que começou a trabalhar pela implantação do Centro Dia do Idoso em fevereiro de 2013, um ano antes do peessedebista. “Respeito, considero e já o desculpo. Mas a falta de compostura e de respeito por me chamar de ‘ladrão de obra’ não cabe aqui”, disse Edmir Chedid.

Com informações das assessorias de imprensa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here